As lideranças e a ética

Mai 22, 2018

O comportamento do líder e a forma como se relaciona com a sua equipa e com os "stakeholders" será seguramente replicado por todos e melhorará a imagem de marca de toda e qualquer organização.

Na direção dos negócios, o papel das lideranças é essencial para a criação e consolidação dum ambiente societário onde impere a ética.

Como sabemos, há vários instrumentos legais e institucionais que visam prever e estatuir as relações laborais nas organizações empresariais.

Naturalmente, a existência do diálogo social através da existência do instrumento de negociação coletiva, conforme o previsto no artigo 2.º do Código do Trabalho, potencia o trabalho digno e boas condições de trabalho. Tal é, igualmente, promovido pelo regulamento interno de empresa, conforme o previsto no artigo 99.º do Código acima referido. Mais recentemente com a publicação da Lei n.º 73/2017, de 16 de agosto, em que o legislador pretendeu reforçar o ordenamento jurídico no que à prevenção da prática de assédio diz respeito, a defesa intransigente dos direitos humanos ficou novamente plasmada na lei laboral.

No entanto, sabemos que independentemente da existência de normas jurídicas e de regras institucionais, a prevaricação e a proliferação no meio laboral de condutas impróprias advém por vezes da ausência de referências éticas e deontológicas por parte das lideranças.

Assim, numa empresa, o líder deverá…

Continue a ler

Partilhar